domingo, 30 de abril de 2017

Ainda sob a influência da decomposição do corpo físico


No dia 22 de Dezembro de 2008, manifesta-se uma entidade que se revelava em grande aflição pois não se conseguia livrar dos “bichos” que a atacavam. Manifestamente esta nossa amiga ainda se encontrava mentalmente presa ao corpo físico e acompanhava a decomposição do mesmo, não se conseguindo desligar dessa imagem e das sensações produzidas. Foi assistida por Espíritos Auxiliadores que a conduziram para um posto de socorro da espiritualidade.

(Nota: A forte ligação à matéria depende de vários factores, entre os quais se encontram a ignorância, a falta de Fé, a descrença na vida após a "morte", uma vida essencialmente materialista, a consciência pesada devido a actos praticados...)


Espírito: Tira-me isto daqui.
Doutrinador: O quê, amiga? (O doutrinador é intuído de que se trata de uma entidade 'feminina')
Espírito: Bichos.
[A entidade continua esfregando-se desesperadamente. O doutrinador ora o ‘Pai Nosso’. Esta nossa irmã aquieta-se].
Doutrinador: Concentra-te nas minhas palavras, querida irmã. Quem és? Como vieste? O que se passa contigo? Diz lá, minha irmã. Por onde tens andado?
[A entidade boceja].
Doutrinador: O que se passa ainda contigo? Porque estremeces? Estás aqui com mensageiros de Jesus, nosso Mestre. Não tens mais nada. Isso são tudo impressões mentais. É imaginação tua. O que vês tu?
Espírito: Bichos.
Doutrinador: Não vês nada, por que os bichos já abalaram. Estás a ver agora mensageiros de Jesus, vestidos de branco. Fala com eles.
Espírito: Vêm tirar-me os bichos.
Doutrinador: Já te tiraram.
Espírito: Não vão deixar que eles voltem? Eles voltam sempre.
Doutrinador: Fala lá com eles.
Espírito: Eles dizem-me que me vão levar para um sítio que eu não conheço nem ninguém me conhece. Isto parece um sonho. Eu nem acredito. Tenho sofrido muito, mas não me lamento. Só queria que terminasse. Estou muito cansada, muito cansada.
Doutrinador: E precisas descansar, não é verdade?
Espírito: Num sítio acolhedor.
Doutrinador: Fala com estes companheiros.
Espírito: Eu estou a falar. Oferecem-me demais. Eu não pedia tanto. Só um sítio onde eles não chegassem. Para que eu pudesse descansar… descansar… Estou muito cansada… muito cansada… Graças a Deus… Jesus existe e vai-me recolher. Graças a Deus. Graças a Deus. (A entidade respira fundo repetidas vezes, manifestando cansaço.).
Doutrinador: Leva da nossa parte um grande abraço. Vai em Paz, querida amiga. Vai em Paz. Que Deus te ilumine.


Extraído do livro "Lições de Vida Após a Morte", Eduardo Guerreiro, Chiado Editora


Sem comentários:

Publicar um comentário